6 formas criativas de combater a ansiedade

Conteúdo em parceria com:

Conteúdo em parceria com:

Mais de 80% das pessoas têm mais estresse e ansiedade por causa do surto do coronavírus. Estes pequenos passos ajudarão a administrar esta incerteza

A RaiaDrogasil e a Thrive Global formaram uma parceria para ajudá-lo a manter a sua saúde e bem-estar durante a pandemia do coronavírus

Publicado originalmente por Jessica Hicks, Editora-Assistente na Thrive Global

A maioria de nós nunca imaginou passar por uma pandemia global na vida e, ainda assim, aqui estamos nós, aprendendo a lidar com este novo tipo de estresse e ansiedade todos os dias.

O primeiro passo para lidar é perceber que essas reações são incrivelmente comuns: mais de 80% das pessoas sentem, significativamente, mais ansiedade como um resultado da pandemia, de acordo com a pesquisa feita pela Thrive Global, com 5.000 pessoas, sobre os pontos de dor do coronavírus.

Além disso, pesquisas sobre crises anteriores mostram que somos mais propensos a sentir estresse e medo quando temos pouco controle sobre a ameaça, e mais ainda quando essa ameaça é nova e desconhecida. O surto do coronavírus passa por todos esses aspectos.

Quando sentimentos de estresse e ansiedade batem, geralmente adotamos mecanismos de enfrentamento por pensar que isso faz com a que a gente se sinta melhor. Mas, ironicamente, isso dificulta a forma como lidamos com o nosso estresse.

Percorrer as mídias sociais durante uma crise de saúde pública, por exemplo, causa mais ansiedade do que acompanhar a imprensa tradicional, como jornais e a televisão.

A ciência mostra que quanto mais cedo pudermos lidar com nossos sentimentos de estresse e ansiedade, mais fácil é proteger-se contra os efeitos negativos em nosso bem-estar físico e mental, mesmo durante tempos incertos como a pandemia do coronavírus.

Se você é uma das milhões de pessoas que estão buscando melhorar da ansiedade em relação ao coronavírus e se ajustar ao nosso novo normal, tente adicionar estes seis Micropassos simples em sua rotina diária:

Quando receber uma notícia que causa estresse, faça uma pausa e coloque seu foco na inspiração e expiração da sua respiração, por dez segundos

Respirar conscientemente ativa o sistema nervoso parassimpático, que é responsável por baixar o cortisol, hormônio do estresse, bem como os níveis de inflamação.

Separe um horário específico (até cinco minutos) por dia ou semana (dependendo do seu nível de preocupação) para dedicar-se às suas preocupações com o coronavírus

Escreva ou reflita sobre qualquer coisa que esteja te preocupando. Não tenha expectativa em resolver as suas preocupações ou em encontrar soluções. Se você ficar preocupado fora desse período, faça uma respiração profunda, reformule ou anote seus pensamentos para a próxima sessão de tempo para se preocupar.

Quando estiver lavando as mãos, use aqueles 20 segundo para pensar em três coisas pelas quais você é grato

Usar esse tempo para refletir sobre o sente gratidão ajudará a baixar seu risco de infecção viral e reforçará uma mentalidade mais positiva. Pesquisas mostram que expressar gratidão pode diminuir sentimentos de ansiedade.

Agende horário para sair

Mesmo que seja por alguns minutos, isso ajudará a se recarregar e debelar qualquer sentimento de ansiedade que esteja te colocando para baixo. A vitamina D do sol é crucial para a saúde do nosso sistema imunológico, e ?EURoeexercícios verdes?EUR?, ou atividade física fora de casa, diminuem os níveis de ansiedade.

Estabeleça um horário para se informar no final do dia

Embora estar informado possa ajudar a se sentir mais preparado durante uma crise de saúde pública, estabelecer limites saudáveis para o consumo de notícias pode ajudar a ter uma noite de sono restauradora e colocar em perspectiva as notícias estressantes.

Antes de ir dormir, leve seus dispositivos para fora do quarto

Nossos celulares são repositórios de ansiedades e medos, especialmente em tempos de crise e constantes atualizações de notícias. Ficar longe deles te ajudará a dormir melhor e reconectar com o seu lado mais resiliente.

Veja também: