Como funciona o atendimento psicológico online?

Conteúdo em parceria com:

Conteúdo em parceria com:

Para ajudar a manter a saúde mental nestes tempos de incertezas e quarentena, o atendimento psicológico online é uma opção para aliviar o impacto do isolamento social. Ele mudou a rotina das pessoas, causando medo, ansiedade e aumentando o estresse.

Seja pelo medo de adoecer com a Covid-19 ou de que alguém próximo adoeça, por dificuldades no trabalho, pelo desemprego ou até mesmo por conflitos familiares dentro de casa, todo mundo teve o emocional abalado de algum modo.

A Vittude é uma das parceiras da iniciativa RD Saúde em Dia, e garantiu um desconto especial para os leitores que buscarem atendimento psicológico por meio do site.

A RD Saúde em Dia traz ainda um chat com base em inteligência artificial, ou seja, uma assistente virtual que pode te ajudar a entender o que você está sentindo.

A Viki é como um robô, e pode até mesmo te orientar durante a prática de alguns exercícios fáceis de relaxamento e respiração em momentos de estresse e ansiedade do seu dia.

É um bate-papo, uma conversa em que você pode compartilhar suas angústias, incertezas, dores e medos, e uma oportunidade de encontrar alguém para te ouvir — como uma espécie de escuta terapêutica. Qualquer pessoa pode ser atendida pelos psicólogos, desde que não esteja em estado de emergência.

O atendimento psicológico online é permitido pelo Conselho Federal de Psicologia desde novembro de 2018 sem limite de sessões. Ele tem uma abordagem semelhante ao trabalho feito em um consultório e é realizado por um psicólogo por vídeo. Dessa forma, evita-se a propagação do vírus sem a realização das sessões presenciais e, em contrapartida, é possível ajudar os pacientes que já estão ou que precisam iniciar tratamento psicológico, uma vez que a pandemia e o isolamento social podem agravar alguns casos.

“Não há vergonha nenhuma em cuidar da sua saúde mental durante a quarentena. A ansiedade e o medo excessivos podem ser prevenidos e tratados, ou seja, você pode e deve buscar suporte”, afirma Tatiana Pimenta, fundadora da Vittude, plataforma de saúde mental que tem hoje mais de 4.000 profissionais habilitados no site para atendimento online, todos com experiência clínica.

Veja também:

Saiba que você não é a única pessoa a sentir medo de contágio para quem você ama ou do risco maior para quem tem mais de 60 anos. Até mesmo o temor de perder o emprego, da falência do seu negócio, de não conseguir pagar as contas do mês ou de sair na rua e arriscar trazer o vírus para dentro do seu lar e para a sua família. A falta de perspectivas pós-pandemia é outra angústia comum a todos neste momento de incertezas, quando não sabemos o que esperar do futuro.

“Um dos grandes tabus em torno da terapia é a questão das pessoas ainda acharem que procurar ajuda é sinal de fraqueza. Ter a coragem de se demonstrar vulnerável é, na verdade, uma força. Em um contexto em que as pessoas estão nervosas e vivendo no limite, não há motivos para sentir vergonha de buscar apoio psicológico. Cuidar da mente é essencial durante o isolamento, pois só assim é possível viver esse momento de uma forma saudável”, diz a Vittude.

O psicólogo tem um papel profissional e qualificado para te ajudar, reconhecendo suas dores, angústias e trabalhando-as da melhor maneira para você possa viver melhor. Ele não vai te julgar pelos seus sentimentos, e também não apresentará soluções para seus problemas — mas ele pode te ajudar a desenvolver ferramentas para que você lide melhor com estas questões que te incomodam.

Veja também: