Comida de verdade: como congelar frutas, legumes e verduras?

Com as restrições de circulação impostas pelo isolamento social para evitar o contágio pelo novo coronavírus, congelar legumes e verduras se tornou uma opção para a alimentação saudável na quarentena. É preciso planejar bem as idas ao supermercado e o que vai ser comprado.

Não é necessário estocar alimentos, mas é importante organizar a lista de compras com comida de verdade: alimentos ricos em nutrientes, como frutas, leguminosas e verduras, e menos produtos industrializados.

Um grande problema é que estes alimentos frescos estragam mais rápido. É por isso que saber a forma correta de congelar legumes e hortaliças pode ser uma boa solução para ter refeições saudáveis e, de quebra, menos calóricos. O cardápio correto ainda ajuda a manter a imunidade, crucial em tempos de pandemia.

Quais vegetais podem ser branqueados e congelados?

O branqueamento é uma técnica de pré-cozimento que assegura a preservação do alimento de forma adequada, ou seja, com nutrientes e cores mais vivas. Você deve mergulhar os legumes já picados em água fervente, deixar por um tempo entre 30 segundos a 3 minutos, dependendo do vegetal, retirar e colocar tudo em água com cubos de gelo, para interromper o cozimento.

Veja também:

Os alimentos devem ser retirados ainda firmes, então fique de olho na consistência — se for necessário, retire antes do tempo recomendado. Em seguida, escorra os vegetais, seque em um pano de prato limpo e pronto, tudo pode ir para o congelador em sacos plásticos ou recipientes adequados para o congelamento.

Segundo a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), vinculada do Ministério da Agricultura, em geral as hortaliças que são consumidas cozidas podem ser congeladas, já que vão do refrigerador direto para a panela.

Lembre-se de higienizar bem os alimentos antes da preparação — a cada 1L de água, 1 colher de sopa de água sanitária. Separe porções que possam ser usadas uma única vez, e não se esqueça de marcar a data do congelamento nas embalagens. Alimentos branqueados duram 3 meses; crus têm data de validade de 6 meses.

Para congelar legumes e verduras após o branqueamento, cada alimento tem um tempo diferente na água fervente. E existem alguns truques: para manter a cor, vegetais verdes, laranjas e amarelos devem ser branqueados em água fervente com sal; vegetais brancos e roxos precisam ser pré-cozidos em água fervente com vinagre. Alguns podem ser congelados como purê.

Veja os tempos de alguns alimentos para o branqueamento em água quente:

Abóbora picada: 3 min; ou cozinhar, amassar e congelar o purê
Acelga: 2 minutos
Aspargo: 2 a 4 minutos, dependendo do tamanho
Berinjela picada: 4 minutos
Brócolis: 2 minutos
Cenoura picada: 2 minutos
Couve picada: 2 minutos ou não-branquear
Couve-flor picada: 3 a 4 minutos
Ervilha em vagem: 2 a 3 minutos, dependendo do tamanho
Espinafre picado: 2 minutos
Moranga picada: 3 minutos, ou cozinhar, amassar e congelar o purê
Pimentão em fatias: 2 minutos ou não branquear
Quiabo: 2 a 3 minutos
Repolho picado: 1 minuto e meio, ou não branquear

O que pode ser congelado cru?

Cebola ralada pode ser congelada crua (sem branqueamento_, assim como mandioca, cenoura, mandioquinha, abóbora cabotiã e pimentão (todos descascados e em pedaços). Milho debulhado da espiga também pode ser congelado cru, assim como o repolho e couve picados.

No caso das frutas, você pode congelar em pedaços manga, mamão, abacate, abacaxi, banana e morangos. O ideal é cortar os pedaços e colocá-los em uma forma aberta dentro do congelador; quando estiverem congelados, é só armazenar os pedaços em um saco plástico. No caso da banana, o ideal é congelar quando ela estiver bem madura, em fatias e sem casca.

Alimentos com muita água, como melancia, melão, chuchu e pepino não congelam de forma adequada. Hortaliças mais delicadas, como alface e rúcula, também não devem ir para o congelador.

Para adiantar as refeições

Se sobrar arroz e feijão, você pode congelar em porções e descongelar. O arroz pode ser descongelado no micro-ondas. No caso do feijão, o ideal é congelar antes de refogá-lo — deixe para terminar de refogar com cebola e alho após o descongelamento. Dessa forma, ele fica com o gostinho de como se tivesse sido feito na hora.

Veja também: