Covid-19: Cuidados para quem tem mais de 60 anos

Apesar de a idade ser um dos fatores para estar no grupo de risco, os idosos não são o principal transmissor da Covid-19. Se a pessoa tem mais de 60 anos, está dentro do grupo de risco. Isso porque o envelhecimento provoca mudanças no sistema imunológico — não importa o quanto os idosos sejam ativos e mesmo que eles não tenham doenças crônicas, eles fazem parte do grupo mais suscetível às complicações causadas pelo coronavírus.

O médico João Paulo Nogueira Ribeiro, do site Duv-Idoso, ressalta que o isolamento social pretende protegê-los, assim como os demais integrantes frágeis do grupo de risco.

Além do isolamento, todos os pacientes do grupo de risco devem manter dieta adequada, o sono regular e realizar atividade física, e evitar álcool e cigarro. Eles também devem ser vacinados contra a gripe (veja o cronograma de vacinação e quem deve tomar a vacina).

Veja também:

Além de não sair de casa, é preciso evitar visitas, aglomerações e o contato com crianças — além das medidas de prevenção e higienização básicas para evitar a Covid-19. Tente contar com a ajuda de parentes, amigos e até mesmo vizinhos para comprar alimentos e medicamentos. Se possível, faça compras online e peça a entrega em domicílio sem contato físico (ou peça para os vizinhos que recebam as encomendas).

Nem todos os idosos contaminados pela Covid-19 desenvolvem a febre. Por isso, é importante avaliar os demais sintomas, principalmente a dificuldade para respirar, a confusão mental e a sensação de cansaço em meio aos esforços comuns da rotina do dia a dia.

É preciso acompanhar também os sintomas relacionados às possíveis doenças que o paciente já tem. Para os sintomas leves da Covid-19, a recomendação é evitar os serviços de saúde de forma presencial, e só buscar o atendimento emergencial caso os sintomas piorem. Sempre que possível, procure orientação do seu médico. Para evitar a saída de casa, a telemedicina é uma opção para o atendimento.

Covid-19: cuidadores de idosos precisam de atenção

As pessoas responsáveis pelos cuidados de quem está na terceira idade devem ter atenção especial para evitar o próprio contágio e do idoso. Os cuidadores devem evitar ao máximo seus deslocamentos. Caso seja necessário, evite transportes públicos.

Ao chegar na casa do idoso, é importante deixar os sapatos para fora, fazer a higiene das mãos, tomar um banho e trocar as roupas usadas em ambiente externo. Para o manuseio de objetos ou cuidados mais próximos do paciente, como na hora do banho, da higiene, da troca de fraldas e da alimentação, use luvas e máscaras (veja aqui como fazer uma máscara caseira). Para as demais atividades, mantenha a distância de cerca de 2 metros de outras pessoas.

Veja também: