Dormir e acordar mais cedo diminui risco de depressão em até 23%

Ter um sono de qualidade é essencial para promover a saúde mental. Mas, recentemente, um estudo demonstrou que até o horário conta: dormir e acordar mais cedo (cerca de uma hora) pode diminuir a chance de depressão em até 23%.

A pesquisa, publicada no JAMA Psychiatry, reuniu dados genéticos, registros e prescrições médicas de 840 mil pessoas. Como resultado, descobriu que os “madrugadores” eram consideravelmente menos propensos a desenvolver o transtorno mental.

Leia também: Sono interrompido: Como atrapalha a saúde

Benefícios de dormir (e acordar) mais cedo

Os cientistas da University of Colorado Boulder, do MIT e de Harvard também destacaram no artigo que apenas 42% do nosso cronotipo é determinado pela genética. O restante, portanto, pode ser modificado por meio do nosso estilo de vida.

Mas, primeiro, vale entender melhor. O cronotipo é a predisposição natural que cada indivíduo tem de sentir picos de energia ou cansaço de acordo com a hora do dia. Sabe aquela pessoa que diz ser “mais da manhã” ou “mais da noite”?

Considerando os resultados do estudo, pode-se concluir, então, que os indivíduos “matutinos” têm menos chance de ter depressão do que os “vespertinos”. Contudo, como apenas metade do nosso cronotipo vem da herança dos nossos pais e avós, é possível alterar os nossos hábitos para dormir mais cedo e melhor! Confira alguns:

  • Mantenha horários regulares para ir para a cama (e sair dela);
  • Medite;
  • Fique longe dos dispositivos eletrônicos antes de deitar;
  • Leia livros em papel;
  • Ouça músicas mais relaxantes;
  • Evite alimentos com cafeína (como café e refrigerantes) um pouco antes de dormir;
  • Pratique atividade física com frequência.

Poréns

De acordo com os pesquisadores, ainda são necessárias mais investigações para entender melhor a relação entre dormir mais cedo e a nossa saúde mental — bem como se quanto mais cedo formos para a cama, menor seria o risco de depressão.

Porém, outras pesquisas já apontam que os especialistas estão no caminho certo. Um estudo observacional publicado no Journal of Psychiatric Research em 2018 analisou os horários de sono e a saúde mental de 32 mil enfermeiras. E revelou que as que acordavam cedo tinham até 27% menos probabilidade de desenvolver depressão ao longo de quatro anos.

%d bloggers like this: