O que é telemedicina? Como funciona uma consulta?

A telemedicina é um serviço de assistência de saúde à distância, feito de forma virtual, por meio da câmera e do microfone de um computador ou do telefone celular. O atendimento médico é feito sem a presença do paciente em consultório.

Este tipo de consulta foi autorizada pelo Conselho Federal de Medicina e adotada como alternativa durante a pandemia da Covid-19. Além da consulta, é possível fazer virtualmente o monitoramento do paciente, além de dar suporte assistencial caso necessário.

TelemedicinaTodo atendimento é obrigatoriamente registrado em prontuário clínico e realizado por meio de sistema que garanta a segurança e o sigilo das informações.

Em uma consulta feita por meio da telemedicina, o médico faz as mesmas perguntas que seriam feitas ao paciente durante uma avaliação presencial.

Com base na descrição dos sintomas, ele pode dar orientações, indicar tratamentos, pedir exames ou recomendar a busca por atendimento emergencial de forma presencial em hospital, caso seja necessário.

A telemedicina permite ainda que o médico faça o atendimento em qualquer lugar. Além de o paciente não precisar sair de casa, o médico pode fazer uma teleconsulta e ajudar pessoas que vivem em áreas sem a possibilidade de atendimento médico presencial.

A consulta pode ser feita por meio de uma plataforma própria do serviço de telemedicina escolhido ou até mesmo pelo WhatsApp do paciente. A conversa entre médico e paciente precisa ter boa conexão, para que o áudio e o vídeo tenham qualidade e a avaliação seja feita de forma adequada.

Veja também: 

Para pacientes com condições crônicas, o médico pode tirar dúvidas e fazer o acompanhamento e monitoramento. É possível ainda emitir prescrições digitais para a compra de medicamentos vendidos somente com receita médica, assegurando que a pessoa não fique sem a sua medicação para o controle de sua condição crônica.

Neste caso, prescrição digital só tem validade quando é emitida com a assinatura eletrônica do médico, que deve ser certificada pelo sistema do ICP-BR (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira).

Medicamentos de controle especial, além de antimicrobianos, podem ser comprados com a prescrição digital. Lembre-se de que ela não é uma foto da receita (e não vale mostrar o celular ao farmacêutico).

É preciso fornecer os dados do paciente e da receita digital ao farmacêutico, que vai verificar a autenticidade da prescrição e fornecer o medicamento nas dosagens corretas. É possível também receber os medicamentos em casa. Para tirar dúvidas sobre as prescrições digitais, clique aqui.

Além da emissão de receitas médicas, o médico pode ainda emitir atestados médicos por meio da telemedicina. O documento só tem validade com a mesma assinatura eletrônica emitida pelo ICP-BR.

No caso da Covid-19, a teleconsulta ajuda a diagnosticar um caso suspeito de infecção pelo novo coronavírus. Mas a confirmação da doença só pode ser realizada através de exames de diagnóstico por meio das secreções, o exame RT-PCR (saiba mais sobre os testes para Covid-19).

Com o atendimento à distância, o médico pode orientar e monitorar os sintomas do coronavírus, indicar medicamentos para amenizá-los em casos mais leves. É realizada a orientação sobre o isolamento domiciliar. O profissional pode ainda acompanhar os casos de pacientes do grupo de risco. Se necessário, o médico recomenda o atendimento presencial em um hospital.

Segundo o Conselho Federal de Medicina, existem três modelos de atendimento: a teleorientação, para que os pacientes em isolamento sejam orientados à distância por médicos; o telemonitoramento, que permite o monitoramento à distância das condições de saúde sob supervisão médica; e a teleinterconsulta, que permite a troca de informações e opiniões exclusivamente entre médicos, para auxílio diagnóstico ou terapêutico.

A RD Saúde em Dia disponibiliza a teleorientação e o telemonitoramento com desconto especial para o atendimento em consultas de telemedicina para casos suspeitos de Covid-19 e de especialidades médicas, no caso do acompanhamento de condições crônicas ou quando o paciente não quer se expor em um serviço de emergência durante a pandemia. Contamos com a parceria da Conexa Saúde e do Dr. Consulta.

Veja também: